terça-feira, 3 de julho de 2012


PRAZER A LER


Como habitualmente, no final do ano premiámos os melhores leitores do Agrupamento com o prémio PRAZER A LER. Desta vez os campeões foram:
Biblioteca de Fonte Boa: Juliana Carreirinha, 4º ano
Escola do Facho: Cátia Gomes, 4º ano
Biblioteca da EBI: 1º ciclo - Ana Fonseca, 4º ano
                            2º ciclo - Carlos Filipe Barros, 6ºC
                            3º ciclo - Rui Patrício Barros,  8ºC
Durante o ano Biblioteca esteve sempre cheia! É gratificante ver que o trabalho realizado não tem sido em vão. Pena é que nem todos os alunos consigam ter o comportamento mais adequado... Mas isso, é outra história!
A média semanal de entradas foi de 800 alunos, repartidos entre a manhã e a tarde. 76% dos alunos da EBI fizeram requisição domiciliária (no final do 1º período eram 40%). No total foram feitas, só pelos alunos, 3.211 requisições! (mais 1.000 do que em 2009.2010).
No próximo ano letivo ainda vamos 


PROJETOS DE LEITURA

É bastante positivo o balanço dos diversos projetos de leitura implementados em todas as escolas do Agrupamento. Para além de em todas as turmas terem sido dedicados tempos letivos de Língua Portuguesa à leitura de obras no âmbito do PNL, também A Leitura em vai e vem (pré escolar), Já sei ler (1º ciclo)e Leitura em Família (5º ano) envolveu um número muito significativo de alunos e famílias. Nas turmas de 5º ano, foram entregues ontem, nas reuniões de pais, os diplomas às famílias que mais leram.

De muitas destas leituras resultaram interessantíssimos trabalhos de expressão plástica. Deixamos aqui alguns exemplos realizados entre alunos do 1º ciclo e respetivas famílias.
EBI








FACHO 




FONTE BOA







Na última semana de aulas tivemos, na nossa escola, o lançamento do livro Sonho e Paixão em Apúlia, de Fernando Pinheiro. O escritor, natural de Barcelos, residente em Braga e apaixonado por Apúlia, voltou a editar uma novela onde demostra o carinho que tem por esta praia e a tristeza pelo “crescimento desordenado do litoral de Esposende, só travado nos finais do século XX com a criação da Área Protegida do Litoral de Esposende”.
O autor falou da obra, das suas motivações, referiu algumas das personagens reais que integram este romance e satisfez a curiosidade dos alunos, respondendo às suas perguntas.