terça-feira, 6 de novembro de 2018

Sugestões de Leitura para quem não gosta de ler!


És um daqueles alunos para quem ler um livro habitualmente é "uma seca"? És daqueles que só lê por obrigação?

A sugestão de leitura apresentada esta semana é para alunos para quem a leitura não faz regular e inequivocamente parte das suas vidas. É para aqueles que leem por obrigação. É para aqueles a quem falta a vontade e a motivação. Para aqueles que habitualmente se queixam que ler um livro demora muito tempo. Para todos estes sugerimos a leitura de contos. São histórias com uma extensão mais curta, com uma ação muito simples, normalmente decorre num tempo reduzido e tendem a ter poucas personagens. Os contos são como “fast food” – de consumo rápido e muito “saborosos”. A diferença é que têm muita qualidade!
A sugestão da Biblioteca Escolar para alunos de 9.ºano é a leitura do livro Contos, de Eça de Queirós. Contém apenas três histórias, sendo que uma delas já conheces das aulas.






A Aia é um conto sobre uma ama que amamenta um príncipe. Este conto retrata valores como a lealdade e a fidelidade. Começa com o rei derrotado e morto após uma batalha. A rainha desolada tenta fazer de tudo para criar o seu filho. Contudo, o tio da criança, o irmão bastardo do rei, um homem tenebroso e sombrio, está ansioso por se sentar no trono e disposto a tudo para consegui-lo. Uma noite, depois de embalar o príncipe, a aia deitou-se e adormeceu. Mas rapidamente acordou com o barulho dos passos do tio bastardo acompanhado da sua horda, que vinha para matar o príncipe. O seu filho, que nascera na mesma noite que o príncipe, dormia num berço de verga ao lado do mesmo. Num movimento rápido, ela troca os bebés salvando o seu futuro rei à custa da vida do seu filho. A rainha apercebendo-se daquilo que a aia tinha feito agradece-lhe, prometendo dar-lhe todas as riquezas. No final a aia pega num punhal cheio de esmeraldas que pertencia ao tesouro real e diz: - Salvei o meu príncipe - agora vou dar de mamar ao meu filho!

O Suave milagre


Este conto conta-nos a história de um homem chamado Obed, rico em terras e gado. Mas um dia as suas vinhas secaram e os seus rebanhos morreram à fome. Obed, que já tinha ouvido falar dos milagres de Jesus, mandou um exército procurá-lo.
Eles procuraram-no por todo o lado, mas não o encontraram.
Outra situação parecida aconteceu com um homem chamado Públio Sétimo, um centurião romano que comandava um forte e que tinha uma filha a morrer. Mas nunca Jesus apareceu.
Um dia uma viúva que tinha um filho aleijado ouviu falar de Jesus e os seus milagres. A criancinha pediu e pediu à mãe que lhe trouxesse Jesus mas ela explicou-lhe que se nem Obed, nem Públio Sétimo, que eram homens ricos e poderosos, o conseguiram encontrar, ela não teria hipóteses nenhumas. Nesse momento entrou Jesus dizendo: – Aqui estou!

Civilização 

Neste conto é narrada a vida de Jacinto, um homem novo e culto que vivia luxuosamente, rodeado dos mais sofisticados e recentes inventos e das mais belas obras-primas da literatura. De facto, Jacinto era um homem sempre aborrecido, desanimado e entediado, apesar do luxo em que vivia. Era o protótipo do homem civilizado mas também da infelicidade. Tudo havia de mudar quando o protagonista decide ir passar uma temporada bem longe da civilização. Jacinto tenta superar o isolamento enviando para aí todos os equipamentos técnicos e demais apetrechos que julgava indispensáveis a uma vida civilizada e luxuosa. Contudo, ao chegar, apercebe-se que os caixotes enviados não tinham chegado e que a nenhuma da suas ordens, relativas à realização de obras na casa, tinha sido cumprida. Inicialmente desmoralizado e ainda mais pessimista com tamanha "tragédia", Jacinto é, subitamente, invadido e transformado pela beleza e simplicidade da vida campestre. E vai ser assim, longe da civilização, dispensando os exageros do luxo, que Jacinto redescobre o prazer e a alegria de viver.




Se preferires um conto mais longo e de um autor estrangeiro podes sempre optar por ler O Fantasma de Canterville, de Oscar Wilde.Esta história passa-se num castelo assombrado, adquirido por uma abastada família americana que não acredita no sobrenatural, obrigando o pobre fantasma residente a encetar numa série de estratagemas para assustar os seus novos hóspedes. 
É um conto que combina o fantástico, o terror e a comédia numa trama tão genial, que nos diverte e nos leva a refletir sobre alguns valores da vida!




Boas leituras!

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Sugestão de Leitura - O Diário de Anne Frank


O Diário de Anne Frank é uma daquelas obras incontornáveis no panorama da literatura mundial, não só pelo seu lado emocional - Anne foi uma refugiada judia que viveu escondida durante cerca de 2 anos na Holanda, com a sua família e mais algumas pessoas, até ser descoberta pelos nazis e enviada para um campo de concentração, onde viria a falecer, a escassos dois meses do final da guerra - mas também pela maturidade narrativa que ostenta e que impressiona, se tivermos em conta que a autora era uma adolescente de 13, 14 anos quando o escreveu.
Esta obra foi publicada pela primeira vez em 1947, por iniciativa do pai de Anne, o único membro da família que sobreviveu ao campo de concentração. O Diário de Anne Frank veio revelar ao mundo o que fora, durante dois longos anos, o dia-a-dia de uma adolescente condenada a uma voluntária auto-reclusão, para tentar escapar à sorte dos judeus que os alemães deportaram para supostos “campos de trabalho”. Esta obra está traduzida em 67 línguas.

Na biblioteca da escola está ainda disponível uma versão da obra adaptada a um novo formato – a banda desenhada.




                                           

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Outubro - Mês Internacional da Biblioteca Escolar



Partindo do tema definido para 2018  pela International Association of School Librarianship (IASL) "Why I love my school library", a RBE procurou uma forma que melhor traduzisse para a língua portuguesa a ideia transmitida, tendo optado por uma linguagem híbrida em que todas as gerações se reveem: “Eu ♥  biblioteca escolar”


O Dia Internacional da Biblioteca Escolar será assinalado na quarta segunda-feira de outubro, como habitualmente, este ano dia 22.
Fonte: RBE

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Alunas da Escola Básica de Apúlia premiadas no Concurso “Uma Aventura... Literária 2018”




O Concurso “Uma Aventura... Literária” é promovido anualmente pela Editorial Caminho, com o objetivo de promover a leitura, sendo aberto aos alunos dos diversos ciclos de escolaridade (pré-escolar, 1.º e 2.º Anos, 3.º e 4.º Anos, 2.º Ciclo, 3.º Ciclo e Secundário) e tem cinco modalidades (Texto Original, Desenho, Crítica, Olimpíadas da História e Teatro). Na edição do presente ano, a editora recebeu 14.643 trabalhos.

Às alunas da Escola Básica de Apúlia, da turma F do sétimo ano, Helena Ribeiro e Joana Barreiro dos Santos, foi atribuído o 3.º Prémio (ex-aequo) na modalidade de Texto Original, 3.º Ciclo.
Sob a coordenação da professora Maria Enes, as alunas participaram com o texto “A aventura de uma vida”, que será em breve publicado num dos livros da coleção “Uma Aventura”.

A cerimónia de entrega de prémios decorreu no dia 11 de junho, em Lisboa, na Feira do Livro que teve lugar no Parque Eduardo VII, onde as alunas estiveram presentes e tiveram a oportunidade de conhecer as autoras dos livros da coleção “Uma Aventura”, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada.

A Câmara Municipal de Esposende assumiu as despesas do transporte das alunas e acompanhante, facto que agradecemos.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Spelling Bee Contest


Realizou-se no dia 13 de junho, na Escola Básica de Apúlia, o animado concurso SpellingBee. Esta atividade destinada aos alunos do 5.º ao 8.º ano, foi dinamizada pelas professoras de Inglês Alexandra Monteirinho, Ana Pinho e Silvina Carvalho.

O primeiro concurso oficial “National Spelling Bee (agora conhecido como Scripps National Spelling Bee)” decorreu nos estados unidos da América em 1925.

Neste concurso é solicitado aos alunos que soletrem, em língua inglesa, uma seleção de palavras com um grau variável de dificuldade de acordo com o ano de escolaridade, que vai aumentando à medida que vão sendo eliminados concorrentes.

A equipa da biblioteca escolar não pode deixar de assistir a tão interessante, dinâmica e divertida forma de treinar a língua inglesa que contou com a boa adesão por parte de alunos que participaram com muito empenho.

Parabéns a todos! Para o próximo ano queremos assistir a uma nova edição!

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Resultados do II Concurso Literário Escolar


Saudámos todos os alunos que participaram e que de forma criativa deram resposta ao mote do concurso “Pedro Alecrim, e depois de ser ferreiro?”, partindo da leitura da obra de António Mota.
Analisados os textos apresentados a concurso chegou o momento de divulgarmos qual o vencedor.


O texto vencedor, eleito por unanimidade do júri, pertence a um aluno do 6.º I, que concorre com o pseudónimo MARGARITA FERNANDES.